//Inadimplência
29/03/2019

Por que é tão ruim deixar de pagar o condomínio em dia

Faça as contas e veja por que ficar inadimplente não compensa
Por Vivian Lapini

Em tempos de crise, desemprego e inflação, as contas ainda precisam ser pagas de alguma forma. Nesse cenário, as pessoas acabam priorizando contas básicas, como água, luz, telefone, entre outras e deixa de pagar o condomínio, por não considerar corretamente o ônus do não pagamento dessa conta.
Quando deixa de  pagar a taxa condominial, o condômino inadimplente acaba arcando com outras despesas, como multas, juros e até honorários advocatícios.
Além disso, ele perde o direito de reservar áreas comuns para seu uso, como salão de festas e churrasqueiras. Perde também o direito de votar em assembleias e decidir pelo futuro do condomínio, enquanto continuar inadimplente.
De acordo com a lei 13.105 de 16 de março de 2015, o débito condominial passou a ser um título  extra-judicial, que pode ser executado diretamente por via judicial. Isso significa que, caso o condômino não pague a taxa de condomínio, ele pode ser intimado para pagar o débito em 3 dias, podendo até ter seu imóvel penhorado caso não o faça.
Assim, esse tipo de conta passa a ser tão imprescindível quanto uma conta de aluguel ou quanto as contas de consumo, sendo muito importante mantê-la em dia.

 

TAGS: contas; taxas; condomínio; boleto; pagamento; inadimplência