//Condomínios
01/11/2019

Você acha caro o valor que paga de condomínio?

Entender os custos envolvidos é importante para saber se o valor está alto ou não
Por Vivian Lapini

Piscina, playgroung, sauna... tudo isso, em um condomínio, custa para ser mantido. Entretanto, o fato de o condomínio ter itens de lazer não está diretamente ligado com o valor que os moradores pagam. Isso porque  o que mais influencia no valor é o número de unidades que o condomínio possui, visto que os custos são rateados entre os moradores.

Sendo assim, quanto mais unidades o condomínio tiver, mais barato é o custo por unidade. O inverso também é verdadeiro. É importante ressaltar que os maiores custos de condomínio são relativos à folha de pagamento. Essa é a parte que mais onera os condôminos, pois além do salário, existe também férias, décimo terceiro e outros benefícios que os funcionários precisam ter, além da necessidade de pagar folguistas. Às vezes é necessário avaliar o custo/benefício da quantidade de funcionários que um condomínio possui. Por exemplo, no caso de um condomínio pequeno, pode ser que compense mais ter uma diarista, indo duas vezes por semana, do que uma faxineira que vai todos os dias. Já no caso de condomínios maiores, esse tipo de avaliação não pode ser feita, pois muitas vezes cortar um funcionário já significa uma queda significativa na qualidade do serviço. 

Muitas pessoas acham caro o valor que pagam pelo condomínio, mas não enxergam toda a manutenção que é necessária para mantê-lo funcionando bem. Custa para manter a jardinagem, piscina, áreas comuns (tanto quem limpe como os produtos necessários para a limpeza), manutenção de elevadores, manutenção da segurança , portaria 24hrs, manutenção elétrica, hidráulica, seguro, água, energia elétrica, zelador, síndico, administradora, tarifas bancárias, entre outros.

Assim, para saber se está caro seu condomínio, é necessário avaliar todos esses itens e para quantas unidades esses custos estão sendo rateados. Por isso que é tão importante participar das assembleias de condomínios, pois pelo menos uma vez ao ano é discutida a prestação de contas e a previsão orçamentária.

Vale ressaltar que nem sempre redução de custo no condomínio significa economia. É preciso lembrar que um condomínio bem cuidado e administrado contribui significativamente para que o imóvel seja mais valorizado.

 

Alpha Condomínios - Administradora de Condomínios em Ribeirão Preto e Pirassununga

TAGS: #condominio #valor #condominiocaro #sindico #sindicoprofissional #valordecondominio