//Síndico
25/07/2017

Resolvendo problemas

Ser síndico exige mais do que jogo de cintura: é preciso envolver os moradores
Por Vivian Lapini

O condomínio, por ser uma mini sociedade cercada por muros, está automaticamente fadado a sofrer de inúmeros problemas. Sempre que juntamos pessoas diferentes em um mesmo lugar, surgem os conflitos. E como resolvê-los?

É um desafio enorme para o síndico lidar com problemas de vizinhos que colocam o lixo no corredor, barulhos altos fora do horário estabelecido, fornecedor que não cumpre o contrato, funcionário que dorme no serviço, dentre diversos outros. Além disso, o síndico tem uma responsabilidade enorme sobre a administração das contas, gestão de caixa e controle da inadimplência. Ser síndico não é fácil.

Para resolver os problemas de conflitos entre moradores, o modo mais fácil é sempre por meio de conversa. Tentar fazer um entender o lado do outro e utilizar o bom senso.  Para outros casos mais complexos, é importante que o síndico busque uma solução junto com aquele que apontou o problema. As pessoas tem o costume de relatar o problema mas esquecem que é preciso se envolver no condomínio e participar também da solução.

Quando os moradores percebem que tem o poder de mudar para melhor o lugar onde vivem, e que tudo não depende apenas do síndico, a convivência e harmonia tendem a prevalecer.

 

TAGS: #problemas #soluções #envolvimento #síndico #condomínio