//Condomínios
27/10/2017

Gestão de conflitos

Saiba o que é possível fazer se o seu vizinho te incomoda.
Por Vivian Lapini

Sempre que existem duas partes com interesses diferentes, em qualquer relacionamento, é bem possível que em algum momento apareça algum tipo de conflito. Se com os pais, os filhos, a esposa ou o marido, que geralmente possuem a mesma cultura, hábitos e costumes já existem problemas, imagina então em um condomínio, com pessoas totalmente distintas.

São muitas divergências que podem aparecer, incluindo: barulho do vizinho, estacionar em vaga errada, colocar o lixo de forma incorreta, animais que incomodam, não concordar com algum investimento a ser feito, entre outros.

Mas sempre, um conflito vai surgir por causa ou do desrespeito de um vizinho ou da intolerância de outro.

E como gerenciar isso? Não é muito simples. Primeiro é necessário entender a situação e ter bom-senso. É preciso conversar com as duas partes e tentar fazer com que uma entenda o lado da outra. Na dúvida, é preciso consultar as normas do condomínio e verificar se alguma regra está sendo infringida. Se for esse o caso, é preciso notificar a parte que está “incomodando” ou desrespeitando.

Se essa pessoa ainda assim continuar com as ações inconvenientes, é necessária a aplicação de multa. Geralmente isso resolve o problema.

Mas a melhor forma é sempre conversar. Às vezes não é nem necessário ter uma terceira pessoa, como o síndico. Se você se sentir incomodado com o seu vizinho, converse com ele de forma amigável, explique a situação e muitas vezes o problema poderá ser resolvido de forma fácil, sem gerar ressentimentos com notificações ou multas.

 

TAGS: #vizinho #conflito #gestaodeconflito